Search options

Search
Search by author
Between Dates
to
Volume and Number
&
Spemd Logo

Revista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial

Revista Portuguesa de Estomatologia Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial | 2021 | 62 (2) | Page(s) 69-80


Review Article

Prevalence of root canal system configurations in the brazilian population analyzed by cone-beam computed tomography – a systematic review

Prevalência da configuração do sistema de canais radiculares na população brasileira analisada por tomografia computorizada de feixe cónico – revisão sistemática


a Department of Endodontics, School of Dentistry, Grande Rio University, Rio de Janeiro, Brazil
b Department of Endodontics, Rio de Janeiro State University, Rio de Janeiro, Brazil
c Department of Endodontics, School of Dentistry, Universidade de São Paulo (USP), Bauru, Brazil
d Dental Specialty Center, Brazilian Military Police, Minas Gerais, Brazil
e Centro de Estudo de Medicina Dentária Baseada na Evidência, Faculdade de Medicina Dentária, Universidade de Lisboa, Lisbon, Portugal
f Instituto de Implantologia, Lisbon, Portugal
g LIBPhys-FCT UID/FIS/04559/2013, Lisbon, Portugal
Emmanuel João Nogueira Leal Silva - nogueiraemmanuel@hotmail.com

  Show More



Volume - 62
Issue - 2
Review Article
Pages - 69-80
Go to Volume


Received on 07/05/2020
Accepted on 20/02/2021
Available Online on 31/03/2021


Objectives: This study performed a systematic review of anatomy prevalence studies using cone-beam computed tomography to comprehend the root and root canal configuration types in Brazilian sub-populations. Methods: This systematic review followed PRISMA’s statements. Four electronic databases (PubMed, ScienceDirect, Lilacs, and Cochrane Collaboration) were accessed using MeSH terms and free-text keywords. The studies were selected according to predefined criteria. References of the collected studies, three peer-reviewed endodontic journals, and two peer-reviewed evidence-based dentistry journals were hand searched. The authors were contacted for additional information, if necessary. Eligible studies were submitted to a scientific merit assessment by two evaluators independently, who reached a final consensus for each study score using the Joanna Briggs Institute Critical Appraisal tool for prevalence studies. Results: A total of 2266 studies were identified. After analysis, 20 full-text articles were accessed for eligibility and 17 were included for qualitative synthesis. A high prevalence of mandibular incisors presenting two root canals was noted (~35.0% – 40.0). Moreover, a high proportion of two-rooted (17.0% – 28.4%) and two root canals (50.1% – 75.0%) morphologies were identified in maxillary second premolars. A wide range and a high percentage of a second mesiobuccal canal were detected for both maxillary first (37.1% – 88.5%) and second molars (21.8% – 83.4%). A second root canal prevalence ranging from 12.4% to 23.4% was observed in the distal root of mandibular first molars. Conclusions: In conclusion, different Brazilian sub-populations may present divergent characteristics regarding the root and root canal configurations. Clinicians should be aware of these variations for proper planning of endodontic treatment.


Objetivos: Este estudo realizou uma revisão sistemática de estudos de prevalência da anatomia analisados por tomografia computadorizada de feixe cônico no intuito de compreender os tipos de configuração da raiz e do canal radicular em subpopulações brasileiras. Métodos: Esta revisão sistemática seguiu os princípios da PRISMA. Quatro bases de dados eletrônicas (PubMed, ScienceDirect, Lilacs e Cochrane Collaboration) foram acessadas utilizando- se termos MeSH e palavras-chave de termos livre. Os estudos foram selecionados de acordo com critérios pré-definidos. Referências dos estudos coletados, 3 jornais endodônticos com revisão em pares e 2 jornais odontológicos com revisão em pares baseados em evidência científica foram manualmente pesquisados. Os autores foram contatados para informações adicionais, se necessário. Os estudos elegíveis foram submetidos a uma avaliação de mérito científico independentemente por 2 avaliadores, os quais também alcançaram um consenso para o escore de cada estudo utilizando-se a ferramenta Joanna Briggs Institute Critical Appraisal para estudos de prevalência. Resultados: Um total de 2.266 estudos foram identificados. Após análise, 20 artigos de periódicos em textos completos foram avaliados para elegibilidade e 17 foram incluídos para síntese quantitativa. Uma alta prevalência de incisivos inferiores apresentando dois canais radiculares foi observada (~35.0% – 40.0%). Além disso, uma alta proporção de segundos pré-molares superiores apresentando morfologia bi-radicular (17.0% – 28.4%) e dois canais radiculares (50.1% – 75.0%) foi identificada. Uma elevada variação e alta prevalência de segundo canal mésio-vestibular foram detectadas para ambos primeiros (37.1% – 88.5%) e segundos (21.8% – 83.4%) molares. Uma prevalência de segundo canal radicular variando entre 12.4% a 23.4% foi observada na raiz distal de primeiros molares inferiores. Conclusões: Em conclusão, diferentes subpopulações brasileiras podem apresentar diferentes características em relação a configuração da raiz e do canal radicular. Os clínicos devem estar cientes destas variações para adequado planejamento do tratamento endodôntico.


Supplementary Content


  Download PDF