Search options

Search
Search by author
Between Dates
to
Volume and Number
&
Spemd Logo

Revista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial

Revista Portuguesa de Estomatologia Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial | 2021 | 62 (1) | Page(s) 29-34


Original research

Lichen planus and its therapeutic management: a retrospective study

Líquen Plano e abordagem terapêutica: um estudo retrospetivo


a Faculdade de Medicina Dentária, Universidade de Lisboa, Lisbon, Portugal
b Centro de Estatística e Aplicações, Universidade de Lisboa, Lisbon Portugal
c Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria, Leiria, Portugal
d Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, Lisbon, Portugal
Mariana Rodrigues Rebelo - rebelo.mariana@campus.ul.pt

  Show More



Volume - 62
Issue - 1
Original research
Pages - 29-34
Go to Volume


Received on 28/08/2020
Accepted on 21/02/2021
Available Online on 25/03/2021


Objectives: To study the epidemiological distribution of the disease lichen planus and its therapeutic management. Methods: A total of 174 patients with a lichen planus diagnosis between 2008 and 2017 at a Portuguese public hospital were included in this retrospective study. The following data were collected from clinical records: gender, age, topographic distribution of lesions, prescribed therapy (active substance, route, and scheme of administration), mean duration of illness, and episodes of cure and relapse. Statistical analysis was performed using IBM® SPSS® Statistics software, version 25. Results: In this population, lichen planus affected both genders with the same probability (p=0.820), and was more prevalent in the 4th-5th decades of age. The lesions appeared in the skin (75.9% of the patients), mucous membranes (5.2%), or both (19.0%). The most prescribed drugs were corticosteroids, followed by antihistamines and immunosuppressants. Topical corticosteroids were the most common ones, namely clobetasol propionate (37.4%). Within the systemic corticosteroids, prednisolone was the most prescribed drug (12.3%). The average duration of lesions and symptoms was approximately 6.5 months. For the relapsing population (12%), the mean period of symptoms’ remission was 513 days. Conclusions: The epidemiological parameters of lichen planus in these Portuguese patients bear similarities with other described populations. No evidence-based therapeutic has proven to be effective for lichen planus treatment, but topical corticosteroids continue to be the firstline therapy for this pathology.


Objetivos: Caracterizar epidemiologicamente a patologia Líquen Plano e sua abordagem terapêutica. Métodos: Neste estudo retrospetivo, foram incluídos 174 pacientes, de um hospital público português, com diagnóstico de Líquen Plano entre os anos 2008 e 2017. Os registos médicos permitiram a recolha de informação relativa a género, idade, distribuição topográfica das lesões de Líquen Plano, terapêutica prescrita (princípio ativo, via de administração e esquema terapêutico), duração média da doença, episódios de cura e recidiva. A análise estatística foi realizada com recurso ao software IBM® SPSS® Statistics, versão 25. Resultados: Nesta população, a doença afetou ambos os géneros com a mesma probabilidade (p=0,820), no entanto, com maior prevalência na 4.ª e 5.ª décadas de idade. As lesões de Líquen Plano manifestaram-se na pele (em 75,9% dos doentes), nas mucosas (5,2%), ou em ambos (19,0%). Os fármacos mais prescritos foram os corticosteróides, seguidos dos anti- -histamínicos e dos imunossupressores. Os corticosteróides tópicos foram os mais comumente administrados, nomeadamente o Propionato de Clobetasol (37,4%). Dentro dos corticosteróides sistémicos, a Prednisolona foi o fármaco mais utilizado (12,3%). A duração média das lesões e sintomas foi de aproximadamente 6,5 meses. Para a população que recidivou (12%), o período médio de remissão dos sintomas foi de 513 dias. Conclusões: Os parâmetros epidemiológicos desta amostra de pacientes portugueses com Líquen Plano partilham semelhanças com outras populações descritas. Nenhuma terapêutica baseada em evidência provou ser eficaz para o tratamento do Líquen Plano. No entanto, os corticosteróides tópicos continuam a apresentar-se como a solução terapêutica de primeira linha para esta patologia.


Supplementary Content


  Download PDF